Produtor rural da Barraria diz que foi humilhado e ameaçado por Laerte Lopes em sua casa

(9) Comentários

https://jft.news/L6n05

Produtor rural da Barraria diz que foi humilhado e ameaçado por Laerte Lopes em sua casa
Foto: Reprodução/Rede sociais

Compartilhe


O produtor rural Edmilson Pereira Dias (51 anos), disse ao Jornal de Filadélfia que foi humilhado e ameaçado dentro de sua própria casa pelo o Laerte Lopes. Ele mora no assentamento Cristo Rei na região da barraria. O caso aconteceu na última quarta-feira (30).

A polêmica começou quando o Sr. Edmilson foi gravado sem seu consentimento em um papo na casa de Adolfo. De acordo com os relatos, Edmilson teria comentado sobre as prestações de contas do projeto de construção da casa de Dona Valda, que é liderado por Laerte Lopes, Odimar Guimarães e Pauleron Dias.

A antiga casa de dona Valda sofreu um incêndio. Após o episódio ela gravou um vídeo pedindo ajuda. Vários pessoas se mobilizaram e fizeram doações para construção de uma nova casa para Dona Valda. O Sr. Laerte Lopes, Odimar Guimarães e Pauleron Dias eram os líderes do projeto.

O Sr. Edmilson também fazia parte do projeto, então durante uma conversa na casa de uma pessoa chamada por Adolfo, ele foi gravado sem saber e o vídeo vazou no WhatsApp e chegou até Laerte.

De acordo com o áudio da filha de Edmilson que circula no WhasApp, o Laerte, Odimar e Pauleron foram até o assentamento a noite para forçar o Sr. Edmilson a gravar um vídeo pedindo desculpas pelo o mal entendido e dizer que as prestações de contas estavam corretas. Ao negar, Laerte disse mais de uma vez que iria processar e que ele teria pagar uma multa de R$20 mil. A partir dai, o Sr. Edmilson se sentiu obrigado a gravar o vídeo por ser humilde e não ter a mínima condições de pagar. Veja o vídeo em que Edmilson teria sido supostamente forçado a gravar:

Vídeo: Divulgação

Indignada, a filha de Edmilson gravou um áudio e espalhou no WhatsApp, no áudio ela conta tudo que aconteceu, alegando que seu pai é humilde e não tem conhecimento sobre tecnologias, que não sabia que estava sendo gravado. O pai de Edmilson, Sebastião Dias e Valdirene Alves Barbosa estão de testemunha do ocorrido. Ele ainda afirma que o primo de Pauleron também está de prova, mas não sabe se ele vai falar a verdade.

O Jornal de Filadélfia entrou em contato com Edmilson e ele confirmou a versão:

“Tudo que minha filha falou ai nesse áudio é verdade, eles me humilharam, me obrigaram a gravar o vídeo ou então eu seria processado e teria que pagar uma multa de R$20 mil”, disse.


De acordo com Edmilson, o que ele falou, o povo da Barraria já estavam falando. Ele só fez comentar.

“O que eu falei lá na casa do Adolfo, o povo da Barraria já estava comentando. Estavam falando que eu chamei ele de ladrão. Eu não chamei ele de ladrão, só fiz comentar o que o povo estava falando”, concluiu.


Pra finalizar, ele diz:

“Eu e minha família estamos muitos revoltados. Eles saíram de Filadélfia pra apurar fuxico aqui casa, falando com ignorância. Meu pai e toda minha família estamos muito chateados com eles. Mas o que comentei é tudo verdade, o problema é o povo que não tem coragem de falar”.


O Sr. Edmilson deixou claro que o Sr. Pauleron e Odimar tentaram duas vezes acalmar o Sr. Laerte, dizendo que não era daquela forma que iriam resolver as coisas.

O Sr. Laerte Lopes foi procurado pelo o Jornal de Filadélfia, ele disse que todas essas acusações são calúnias e que o Sr. Edmilson gravou o vídeo por livre espontânea vontade.

“Se eles mostrarem alguma imagem, gravação ou maus tratos ai tá comprovado. Se não é só mais uma calúnia, e ai sim eu vou levantar um processo contra eles e contra os que também insinuam este tipo de mentiras. Pois jamais foi do meu tipo de fazer esse tipo de coisas, se ele gravou um vídeo para nós, foi de livre e espontânea vontade.”

Learte Lopes


Ele alega que esse tipo não é de sua índole:

“Eu jamais faria umas coisas dessas contra ele ou com qualquer um que seja”, finalizou.


O Sr. Odimar Guimarães, ele disse ao Jornal de Filadélfia que não houve polêmica: “não houve polêmica, foi tudo um mal entendido e já foi tudo esclarecido”, concluiu.

O Sr. Pauleron Dias respondeu aos questionamentos do Jornal de Filadélfia, ele diz não saber o que está acontecendo por não ver nada demais no vídeo. Ainda de acordo com ele, o Laerte tem um tom de falar alto com as pessoas e quem não conhece, pode interpretar mal. Mas segundo ele vai investigar isso mais fundo pra saber o que está acontecendo, para ele ninguém forçou o Sr. Edmilson a gravar: “isso de forçar não existe, pela a pessoa [Edmilson] que eu conheço, ele não vai dizer que foi forçado. Mas nós vamos investigar isso ai e ver o que está acontecendo”, diz Pauleron.

foto
Nova casa de Dona Valda — Foto: Reprodução/Facebook

Tags : Laerte Lopes, Pauleron, Edmilson, Barraria, humilhação, ameaças.

Ao clicar em "comentar", você declara que leu, entendeu e concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Back to Top